quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

“Mas o nobre projeta coisas nobres e na sua nobreza perseverará.”

O homem nasce, cresce, forma seu caráter, reproduz seu pensamento, seu comportamento em seus descendentes, e passa a vida podendo decidir como será seu futuro e seus caminhos.
Muitas vezes vêm às adversidades, as surpresas, isso é do curso normal da vida. Se ele crê em Deus bom pra ele, se não crê o Senhor continua sendo Deus. Mas quando enfim ele reconhece num determinado momento da vida que não tem como permanecer se não se render ao poder daquele que é o único, e quem todo o poder. Esse homem continua tendo dificuldades, adversidades, problemas como qualquer outro, mas ele tem a certeza de estar andando num caminho certo, nobre e puro. E começa a sentir uma paz que muito excede nosso entendimento.
Em todos os textos procuro compartilhar as experiências que tenho com o Senhor, porque a palavra diz que a quem dá liberalmente mais se lhe acrescenta, para que outras pessoas possam conhecer os feitos do Senhor no meio do teu povo. Esses dias tive alguma dificuldade em escrever os textos porque estava tendo um sentimento de inferioridade, isso é comum entre os que servem a Deus, porque o inimigo das nossas almas tenta o tempo todo invalidar nossas experiências, mas aquele que persevera, resiste, consegue então sair debaixo do jugo que tentam colocar sobre nós.
“Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”
                                                                        Tiago 4:7
Mas esperamos sempre no Senhor, que Ele nos coloque em seu jardim, que venha renovar as forças, e na “viração do dia” nos falar, selar a instrução aos nossos ouvidos.
Estava muito desanimada e sofri na verdade um ataque, como que atingida por setas, o ataque foi tão intenso que tive tonteiras, e um arsenal de guerra foi enviado contra minha auto-estima, uma depreciação, algo muito sério, desenterrando lembranças, momentos de humilhação, algo aterrorizante.
“Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.”
                                                                                         Isaías 40:31
E é nisso que eu me firmo, é nessa rocha em que me escondo, e busco ser protegida e estar em segurança. Se pra alguns isso é ser alienada, é fuga, tudo bem, mas é assim que todos que conhecem esse refúgio se sentem, felizes, amparados e sustentados por essa força.
Ainda sinto essas sensações, algo como que ficou inflamado dentro de mim, mas eu busco a restauração na palavra. Eu me firmo na rocha que é o Senhor, calço meus pés na preparação do evangelho da paz.
Só quem passa por esses momentos sabe do que estou falando, pois a impressão que dá é que somos esfregados, sacudidos pelo inimigo. E pode haver pessoas que questionem, mas se buscam tanto Senhor, como que o inimigo os afrontam dessa maneira? Basta lembrar-nos de Jesus no deserto, em que Ele sendo Deus, ficou quarenta dias e quarenta noites no deserto em jejum e mesmo assim o inimigo chegou diante da sua face.
“Porventura não há bálsamo em Gileade? Ou não há lá médico? Por que, pois, não se realizou a cura da filha do meu povo?” Jeremias 8:22
E nessa confiança somos restaurados e podemos através desses momentos, ajudar outras pessoas que também passam pelas mesmas dificuldades.
E sempre podemos contar com o escape, com a voz do Senhor nos direcionando e nos fortalecendo. E assim aconteceu comigo, o Senhor veio em meu favor. O meu complexo era algo do passado, o inimigo quis me fazer acreditar que pessoas que eu amo me julgam por atitudes minhas que fiz acreditando que estava obedecendo o Senhor, ele tentou me cegar, até usou uma pessoa de dentro da minha casa pra me afrontar com palavras, e tocou num assunto que estava exatamente sensível naquele momento.
“... os inimigos do homem são os da sua própria casa.” Miquéias 7:6
Mas a fidelidade do Senhor é inquestionável, sua misericórdia, seu cuidado e zelo por aqueles que o buscam.
“O segredo do SENHOR é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança.” Salmos 25:14
E como diz a palavra o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer, e eu entendo que nesses momentos enquanto esses sentimentos ficam nas trevas, no escuro, na noite das nossas vidas, não sabemos de onde provém; mas a partir do momento em que o Senhor vem como um amanhecer, aí o coração se alegra, e entendemos as razões daquela angústia, e assim podemos contar então com a cura, com o bálsamo e com o calor dessa luz do amanhecer.
Assim aconteceu comigo quando ele me disse: - Ainda que tenhas errado se glorie em sua fraqueza, pois todos erram e quando tem humildade pra reconhecer essa fraqueza são fortes em mim, pior o que não reconhece suas falhas, e age com arrogância e altivez de espírito. Aquele que é nobre, fale o homem o que for dele, pense o outro o que for, mas esse homem permanece na sua nobreza. Pior são os que ainda nem conhecem o que é nobreza, são vingativos, invejosos e facciosos e só causam confusão.
“Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.” Tito 3:3
Persevere em sua nobreza, contempla o Senhor, seja forte e corajoso, Ele é contigo. Ainda que venham perseguições, Ele é fiel e nos sustenta!
E assim o Senhor continuou falando comigo: - Se chorastes, se sofreu, se foi ultrajada, humilhada, não interessa; o importante é que prosseguiu, perseverou, tudo fizestes pela nobreza de ver uma vida transformada. De ver um homem e uma mulher se renderem aos pés do Senhor. Nobreza de caráter é quando a pessoa deseja a felicidade do outro, quando abre mão dos seus próprios interesses, dos seus próprios padrões de exigência, em prol de caminhar com alguém que precisa conhecer mais de valores, ter uma visão com maior alcance como águia. Fazer alguém se refinar, se purificar, e conhecer o que é o verdadeiro sentido de colher o melhor desta terra. E como uma expressão que ouvi e achei linda, o bom pastor passa a ter cheiro de ovelhas.
Terás um galardão, chorastes pelo caminho, mas ainda vai colher os feixes com alegria, regozijo, como que embriagada de um vinho de reservas raras, antigas, desde a fundação do mundo, quando tudo foi estabelecido pela multiforme sabedoria do Senhor. Um vinho que pela sua raridade deixa o homem e a mulher num estado de embriaguês que transborda para além de si, um estado que faz fluir ondas que borbulham e te faz perceber que o corpo nossa estrutura física, nossa carne é insuficiente para suportar esse fluir, e começa então a transbordar para ser dividido com outros ao redor de ti, alegria essa que contagia, que é percebida por outras pessoas, a alegria no espírito. Como vasos de barro, odres, que têm que ter um respiradouro para que não se rompa, e nesse respiradouro é liberado e extravasa esse fluir, assim é com o homem e a mulher que suportam o tempo de serem moídos, como foi moído nosso Senhor.
“Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;” Mateus 5:10
Nunca desista, olhe adiante, olhe para o autor e consumador de sua fé, prossiga para o alvo. Não assente na beira do caminho, levante sua cabeça, olhe para trás e diga: - Fui aprovado...
“Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé.” 
                                                               2 Timóteo 4:7
E assim poderemos ver o Senhor abrir o mar e nos fazer passar a pés secos, muitas vezes esse mar pode ser nossas dificuldades em entender sobre a vida, sobre determinado assunto e que causam agitação em nosso íntimo, como ondas bravias que batem pra lá e pra cá, e nos fazem sentir inseguros, como os discípulos com Jesus no barco em meio a uma tempestade. Mas quando enfim sai a palavra da boca do Senhor, O mar se aquieta, e ainda quando sai a ordem: - toca o mar! As águas se abrem, se transformam, as circunstâncias de instáveis que nos podem submergir, passam a ser firmes, seguras, de forma que podemos atravessar o mar , firmes, sem vacilar. Como guerreiros que calçam os seus pés e pisam firmes na peleja, na batalha. E se ainda o inimigo nos tentar confundir, amedrontar, serão submergidos, e derrotados e nunca poderão nos importunar. E enfim podemos dançar, tocar instrumentos, festejar; de guerreiros com os pés calçados e firmes de pesados que são, passamos então a ter leveza para bailar e adorar. Delicadeza, ligeireza das corças pra andar nas maiores alturas, entoar canções e engrandecer o nome que está acima de todos os nomes: Jesus, o amado da nossa alma!




terça-feira, 10 de janeiro de 2012

“... óleo de alegria em vez de tristeza vestes de louvor em vez de espírito angustiado...” Is 61 3


Assim se fará com aqueles que buscam a verdade do Senhor, que se deixam tratar pelo Senhor.
A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê glória em vez de cinza, óleo de alegria em vez de tristeza, vestes de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantações do SENHOR, para que ele seja glorificado.” Isaías 61:3
O mundo ao nosso redor está sedento, cego e não consegue achar o caminho da verdade, e da vida, pois tropeçaram na pedra de tropeço, acreditaram na força do seu braço mortal, no poder da sua mente, no poder do seu ego. Que é o homem para que duvide do Criador? A carne é erva, murcham-se a erva secam-se as flores, passa o tempo sobre a cabeça do homem e da mulher, e já não são, somos pó e ao pó retornaremos, e podemos dizer que enquanto há fôlego de vida em suas narinas, ainda há esperança.
Mas com certeza todo homem um dia se depara com a angústia de morte, e aí se encontra como no deserto, em sequidão de estio, olha pra trás e vê , não teve prazer em seus dias fugaz, olha pra dentro de si e encontra um vazio, o VAZIO existencial. Passou todos os dias de sua vida atrás de vaidade de vaidades, e não buscou o seu Criador, dele se apartou, não O reconheceu, como nos dias de inverno em que não buscou o seu lugar ao sol, não deixou que se cumprisse o propósito que há debaixo do sol, o Sol da justiça.
E começa a questionar, como o apóstolo Paulo:
Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?”  Romanos 7:24
Mas os que se entregam ao Senhor tem uma certeza apenas, a certeza de que vai para à casa do Pai, onde há muitas moradas, para muitos isso é conto de fadas, mas os que  crêem sabem em quem tem crido, temos experiências reais que nos dão essa certeza. Uns foram arrebatados ao céus e puderam ver a glória que há lá, outros ao sheol, e também puderam contemplar o terror, onde há choro e ranger de dentes.
Numa dessas experiências posso relatar do que vi, fui arrebatada em espírito e vi como que uma caverna, não de pedras, mas no coração da terra, subterrânea, o Espírito Santo me conduziu à entrada, e lá dentro eu vi que esse lugar era com camadas, ou compartimentos, andares de cima e de baixo, vi corpos estirados, e num deles passei bem perto, e disse: - Esse os bichos já lhe comem o cérebro. Foi um verdadeiro terror, mas sabia que o Senhor era comigo, por isso suportei o medo, a respiração ficou quase que interrompida devido à visão assustadora. Isso foi em frações de segundo, o tempo espiritual é diferente do nosso e tudo acontece imediatamente, de repente estava já na saída. Do outro lado da caverna já havia uma árvore frondosa, com grande copa e um sentado debaixo dessa árvore, recostado como boneco de cera, como que ali esperando o fôlego de vida, o sopro do Criador. Ao despertar fiquei meditando nessa visão e me lembrei de uma passagem na bíblia que diz:
Derribada está na cova a tua soberba, e, também, o som da tua harpa; por baixo de ti, uma cama de gusanos, e os vermes são a tua coberta.
                                                                                 Isaías 14 11
E com experiências como essas podemos perceber que nada do que está escrito na bíblia é apenas para assustar e desafiar os indoutos, mas que o mundo espiritual é real como esse mundo natural que conhecemos.
Mas há uma esperança, foi pra isso que Jesus veio ao mundo, morreu, ficou três dias nesse lugar tenebroso, tomou as chaves do inferno e da morte das mãos do nosso inimigo, e venceu a morte e ressuscitou. Passei apenas alguns segundos ali numa parte desse lugar, imagina três dias e passando por todos os lugares tenebrosos...
Mas Ele venceu e levou cativo aquilo que nos prendia, e não porque Ele foi um fraco e derrotado, mas um vencedor. E nos fez mais que vencedores Nele.
Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniqüidades deles levará sobre si.”   Isaías 53 11
E assim como Ele passou por toda prova, por todo caminho dolorido, desértico, assim também seus servos, passam por caminhos duros, desérticos, somos humilhados, pisados, enfrentamos verdadeiras batalhas com o inimigo, mas também saímos vencedores, mais que vencedores na verdade.
E também veremos o fruto do nosso penoso trabalho, do nosso entregar, do nosso humilhar. Nos colocamos muitas vezes no altar de sacrifício, negando nossos desejos, mas com isso teremos autoridade para derramar sobre outros óleo de alegria, vestes de louvor ao invés de cinzas, vamos levar muitos para prestar louvores ao invés de espírito angustiado, teremos tribulações, mas em todas as lutas seremos mais que vencedores.
A palavra diz que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam o Senhor, então sabemos que mesmo os momentos mais difíceis cooperam para nosso bem e é assim que devemos caminhar na certeza de trazer à existência aquilo que não se vê.
Quando então perguntares no teu coração, como sentir essa sensação citada muitas vezes nesses textos? Clame a Ele! Diga pra Ele assim: - Jesus eu te convido pra entrar em meu coração, venha, seja bem vindo! Entre pra dentro do teu quarto, coloque um louvor, que fale do amor de Deus, feche os olhos, peça perdão de todas as faltas confessadas e ocultas, e busque dentro de ti o que você sente por Ele, se Ele é seu pai, se é seu irmão mais velho,  se é seu amigo, se é seu refúgio, seu protetor. E continue buscando essa sensação, e vai deixando fluir dentro de ti, como o fluir das águas purificadoras, como o fluir de um rio que leva tudo que não provém Dele. Abra a sua boca, deixa sair de sua boca tudo que desejas falar pra Ele, e vai deixando fluir, faça isso quantas vezes ou quantos dias forem necessários. Isso é um exercício, como precisamos exercitar o corpo assim é o nosso espírito, até que ele venha a ser um “ser” robusto. Depois lembre apenas de agradecê-Lo pelos dias de vida, e por tudo que Ele tem feito.
Após feito isso precisamos comer, nos alimentar. Mas preste atenção no que vou compartilhar aqui, quando comemos algum alimento diferente nosso corpo físico reage também, dependendo das substâncias diferentes contidas no alimento nossas glândulas, células, absorvem essa substância e muda até o cheiro do nosso suor, do óleo natural do corpo. Assim é o nosso espírito, dependendo do que comemos nosso espírito também exala o seu cheiro, se comemos coisas concernentes à morte, exalamos cheiro de morte, se comemos algo que enche nossos desejos insanos, também exalamos mau cheiro, então devemos comer algo que nos trás vida, que exale o bom perfume de Cristo e que nos faz como incenso e aroma agradável às narinas do Senhor de todas as coisas.
 Mas como nosso ser espiritual se alimenta?
“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” Filipenses 4:8
“Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração;”  Efésios 5:19
Então coma meu irmão e minha irmã, se alimente dos frutos da Árvore da vida e tenha vida!
“Canta alegremente, ó filha de Sião; rejubila, ó Israel; regozija-te, e exulta de todo o coração, ó filha de Jerusalém.”  Sofonias 3:14

domingo, 8 de janeiro de 2012

“...os companheiros estão atentos para ouvir a tua voz; faze-me, pois, também ouvi-la.” Cânticos 8:13


O mundo jamais vai compreender o sentido citado na bíblia em que diz que a igreja é a esposa de Jesus, na verdade esse sentido o tempo todo é deturpado por mentes que desconhecem o Senhor na beleza da sua santidade. Pessoas acreditam que desposar com Jesus é ser uma mulher enclausurada, que se esconde do mundo e fica no seu isolamento, distante, abnegando dos seus sonhos e desejos na vida. Pessoas que ficam em suas vãs repetições, em suas preces que maquinalmente aprenderam, creio que pessoas assim são boas pessoas, mas que realmente estão cegas quanto ao desejo do Senhor.
As mulheres que servem a Deus são mansas como cordeiro, mas destemidas como leão, são prudentes como a serpente, são sal para a terra, mas água para os sedentos, são pedras de tropeço para os invejosos, mas edificam a vida de muitos, parece um paradoxo, confusão, mas é a verdadeira clareza para os perdidos.
Há dois tipos de mulheres que a bíblia fala:  a que serve a Deus e a que não serve. Para muitos amar ao Senhor é ser religioso, é ser alienado, é ser descontextualizado da ótica político-social. E eu posso te dizer que essa opinião é daqueles que são totalmente desenformados do verdadeiro conteúdo das escrituras sagradas, pessoas alienadas e totalmente descontextualizados do verdadeiro sentido desse livro. A bíblia é um livro que fala de todo o conhecimento já existente no mundo, fala sobre as ciências do coração do homem, filosofia, é muito político e debate também sobre os problemas sociais dos séculos passados e do vindouro também. Portanto minha defesa é totalmente coerente e posso provar pelos textos que coloco aqui.
Voltando ao assunto que foi o motivo de inspiração pra escrever esse texto, e no qual sinto até certa responsabilidade em construí-lo e trabalhar nele.
Há dois tipos de mulheres na bíblia:
E sete mulheres naquele dia lançarão mão de um homem, dizendo: Nós comeremos do nosso pão, e nos vestiremos do que é nosso; tão-somente queremos ser chamadas pelo teu nome; tira o nosso opróbrio.” Isaías 4:1
Por mais que essas mulheres queiram mostrar ao mundo que não precisam e nem querem nada , nem ninguém, elas não se livram do seu estigma.
“Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve”. Malaquias 3:18
Pois entre estes se encontram os que penetram sorrateiramente nas casas e conseguem cativar mulherinhas sobrecarregadas de pecados, conduzidas de várias paixões, que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.”    2 Timóteo 3: 6 e 7
“... mas a que o envergonha é como podridão nos seus ossos.   Provérbios 12:4
A bíblia diz que já está pecando aquele que diz que não tem pecado, portanto somos todos pecadores, erramos em nosso entendimento da vida porque colocamos o mundo no nosso vil entendimento, mas há uma grande diferença entre a mulher que se quebranta para servir a Deus e a que não se quebranta, há uma grande distância entre a mulher que tem temor de Deus e a que não tem temor. Há que se diga da mulher que foi pega em flagrante adultério, o mestre quando a levaram para que Ele determinasse sentença contra ela. “e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.”  João 8:7
Não podemos de maneira nenhuma atirar pedras, mas devemos abrir os olhos aos cegos, sermos sal da terra e é exatamente o que os servos fazem ensinar os outros a se achegarem a Ele como incenso, perfume agradável à suas narinas.
Adorar ao Senhor, ser serva, se chegar como perfume suave, é ser a noiva fiel e desejada, se aquietar para ouvir sua voz, esse é o verdadeiro sentido da vida. Derramar-nos com nosso coração, às vezes nos achegar sem sequer dizer palavras porque sabemos que Ele sonda e conhece, sabe o que anseia nosso coração, e realiza nosso desejo. Eu sou testemunha fiel de que Ele prepara a sua noiva como uma mulher que se derrama em seu carisma, que se realiza como mulher, esposa, mãe, profissional e principalmente serva de Deus. Faz-nos contextualizar com os problemas ao nosso redor e nos faz mulheres mais inteligentes, sábias e cheias da unção. Unção essa que atrai as pessoas para junto dela, unção que traz alegria e que aformoseia o rosto.
A mulher que serve a Deus ela aprende a se amar, amar o próximo, essa mulher fica tão bem resolvida consigo que finalmente passa a dedicar-se ao próximo, sem se sentir ultrajada, sem se sentir frustrada, ou humilhada; porque Ele nos faz à sua imagem e semelhança, Ele é tão autoconfiante, seguro de si e se ama tanto que não teria mais que se preocupar consigo, senão com os outros ao redor de si, assim também é a mulher que ama que serve e obedece ao Senhor, que de tanto andar olhando para o espelho Jesus passou enfim a refletir a glória daquele que é o Mestre.
Ela então passa a ser conhecida e reconhecida, com uma unção transbordante, com um riso solto, que até seu tom de voz é diferente dos outros, por onde ela passa exala um perfume, mas que não é perceptível pelas nossas narinas naturais porque é um perfume espiritual, um perfume que agrada o coração do Pai.
Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa sim será louvada.” Provérbios 31:30
“Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do SENHOR.”  Provérbios 18:22
A mulher que teme ao Senhor não anda segundo os seus olhos, não deseja segundo os padrões do mundo, mas deseja como deseja o seu Senhor, ama incondicionalmente, luta como guerreira e não desiste dos seus sonhos e projetos de vida e ainda ajuda outros a alcançarem visão de águia.
A mulher que teme ao Senhor tem todas essas bençãos:
“E será que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o SENHOR teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra.
E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus;
Bendito serás na cidade, e bendito serás no campo.
Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus animais; e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas.
Bendito o teu cesto e a tua amassadeira.
Bendito serás ao entrares, e bendito serás ao saíres.
O SENHOR entregará, feridos diante de ti, os teus inimigos, que se levantarem contra ti; por um caminho sairão contra ti, mas por sete caminhos fugirão da tua presença.
O SENHOR mandará que a bênção {esteja}) contigo nos teus celeiros, e em tudo o que puseres a tua mão; e te abençoará na terra que te der o SENHOR teu Deus.
O SENHOR te confirmará para si como povo santo, como te tem jurado, quando guardares os mandamentos do SENHOR teu Deus, e andares nos seus caminhos.
E todos os povos da terra verão que é invocado sobre ti o nome do SENHOR, e terão temor de ti.
E o SENHOR te dará abundância de bens no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto do teu solo, sobre a terra que o SENHOR jurou a teus pais te dar.
O SENHOR te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo, e para abençoar toda a obra das tuas mãos; e emprestarás a muitas nações, porém tu não tomarás emprestado.
E o SENHOR te porá por cabeça, e não por cauda; e só estarás em cima, e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir.
E não te desviarás de todas as palavras que hoje te ordeno, nem para a direita nem para a esquerda, andando após outros deuses, para os servires.”
                                                             Deuteronômio 28:1-14
Assim se fará com aquele que serve a Deus, nosso Senhor e salvador, as bençãos os alcançarão. E com certeza à mulher que teme ao Senhor, essa será louvada e amada, desejada não apenas pelos homens ao seu redor, mas por todos que a conhecem. As bençãos vos alcançarão.




domingo, 1 de janeiro de 2012

"Jardim fechado és tu, minha irmã, esposa minha, manancial fechado, fonte selada." Cânticos 4:12


Quão doce é o meu amado,
Ele cuida de mim.
Somente para ti
Quero ser um impenetrável
Jardim.

Quero dar ouvidos,
Ouvir somente a tua voz,
Introspecção,
Inspiração,
Ouvir, digerir.
Nesses tempos atroz.

Erguer como trombeta,
Gritar para os quatro cantos.
Ser um manancial de águas,
Dessedentar, e tirar os
desencantos.

Manancial recluso,
Fonte selada.
Onde somente Tu
entras e instrui.
Oásis no deserto,
Saciedade,
Para o sedento.

Como espada tua palavra
entra.
Como martelo
Esmiúça a penha.
Corações endurecidas,
transformados,
regenerados.

E naquele grande dia
Todo olho o verá.
Todo joelho se dobrará.
Cabelos brancos,
Olhos de fogo.
Da sua boca espada sairá.

Vem buscar a sua noiva,
os que são seus arrebatar.
Ansiamos,  e O desejamos,
na sua vinda, O exaltar.
Numa adoração Profética,
O Seu nome clamar.